Anatomia de Grey V – Review – Dream a Little Dream of Me, Part 1 & 2

https://i1.wp.com/tvjab.com/wp-content/uploads/2007/10/greysanatomy.jpg

Episódio: Dream a Little Dream of Me (1 e 2)
Temporada: 5
Primeira Transmissão nos E.U.A: 25 de Setembro de 2008
Primeira Transmissão em Portugal: 21 e 28 de Novembro de 2008

“We all remember the bedtime stories of our childhood. The shoe fits Cinderella. The frog turns into a prince. Sleeping Beauty is awaken with a kiss. Once upon a time, and then they lived happily ever after. Fairy Tales – the stuff of dreams. The problem is fairy tales don’t come true. It’s the other stories that do. The ones that begin with dark and stormy nights and end with the unspeakable. It’s the nightmares that always seem to become reality.”

Meredith Grey

CONTÉM SPOILERS

“The person that invented the phrase “happily ever after” should have his ass kicked… so hard.”

Introdução

E assim chegamos a mais uma temporada.

Tema/história

Sonhos. Finais felizes. Finais não tão felizes. Possibilidades de atingir a felicidade. Amizade. Possibilidades de ser “feliz para sempre”. São estes os temas para o primeiro episódio da 5ª temporada, e talvez mesmo para a temporada. “A realidade é muito mais assustadora…”

Existem três sequências de sonhos, sendo o primeiro, um pesadelo. Um pesadelo de Mer, (Ellen Pompeo) mostrando-nos o seu maior receio, o seu maior medo. Mostram-nos Derek (Patrick Dempsey) a morrer. O principal destaque que tenho a apontar para este “sonho” é mesmo a excelente actuação de Ellen Pompeo, a actriz que dá vida a Meredith Grey.

O segundo sonho é a coisa mais hilariante que já viram. Provavelmente. Assistimos, no sonho de Cristina (Sandra Oh), ela mesma e Mer numa espécie de “futuro”. Foi uma óptima cena, bastante engraçada e divertida, que até fez pensar se estas duas acabarão assim num futuro mais distante.

O terceiro e último sonho é o de Izzie (Katherine Heigl), mostrando-nos o final feliz que ela poderia ter tido. Com Denny (participação de Jeffrey Dean Morgan , P.S. – I Love You). Izzie conseguiu mostrar o seu vestido a Denny. E, talvez assim, poderiam ter sido felizes para sempre. Denny diz que ela está mais bonita que uma noiva. Será que posso ser o noivo? Agora mais a sério, é pena que Izzie não possa ser feliz com ele. Porque ela merece. É pena que Izzie não tenha tido o seu final feliz. É triste. Mas assim é a vida.

Estava à espera de mais sequências de sonhos, mas gostei bastante dos que vi e com a maneira de como foram inseridos. Revelam algo das personagens. Dos seus sonhos, dos seus pesadelos, dos seus desejos, dos seus medos.

E o hospital Seattle Grace desceu nos rankings de melhor hospital. Para número 12. Será isto uma metáfora para o que se passa “na vida real” com esta série? No entanto, deverá ser bastante interessante o que isso irá proporcionar a nível da história, já que só neste episódio já trouxe bastante agitação.

Personagens

Mer e Derek estão a resolver as suas coisas e a ficarem juntos de vez. Mas devagar, apesar de Derek ir viver com Mer. Devo ser dos muito poucos fãs que não dão muita importância ao casal ou casais, mas ainda bem que decidiram ficar juntos. Parou daquele avanço e recuo. Já chega. Mas Mer continua nervosa e indecisa sobre a relação. É normal que ela continua assim, pois umas quantas consultas em terapia não resolveriam os seus problemas. Mas, mesmo não gostando dessas atitudes, não seria a Meredith se ela não reagisse assim. Mer é mesmo assim. O que há para dizer mais? Rose (participação de Lauren Stamile; Centro e Arredores) saiu. Até gostei da maneira como a tiraram da série, sem grandes dramas (apesar daquele “corte”), numa saída mais amigável.

Cristina rouba muitas cenas durante o episódio. Ainda bem, porque a personagem assim o merece. Parece que vai ter um novo romance com Owen Hunt (participação de Kevin McKidd; Journeyman e Roma) (apesar de este ir embora no fim do episódio), e este relacionamento deverá ser interessante. Para já, a nova personagem parece ser uma boa adição para a série, já que poderá agitar um pouco a vida de Cristina. Mas não lhe mudem de personalidade, por favor. Cristina também passa uma boa parte do episódio a ouvir Mer sobre as suas incertezas de ir viver com Derek e etc. Cristina diz a Mer tudo o que nós queremos-lhe dizer. Falo por mim. Achei pertinente e o que ela disse era preciso de ser dito. Era altura de falarem. Mas ainda bem que Cristina continua a apoiá-la. Pois Mer precisa de Cristina e vice-versa. Pois elas são melhores amigas. Melhores amigas no mundo inteiro. Pena que Izzie não faça parte disso. Em relação à história do pedaço de gelo… foi engraçado de se ver.

Alex (Justin Chambers) e Izzie são bons amigos durante o episódio. Bem, pelo menos até parte. Até quando Alex é visto como um homem “meigo”. E daí, fica chateado com Izzie. E no fim do episódio, Izzie vê Alex com outra mulher. Como se fosse para provocá-la. E mesmo que a “nova amiga” do Alex pareça bastante atraente de costas, tive realmente pena da Izzie. Izz merece um pouco de felicidade. A sério. Ao menos, gostei de vê-la a tratar e a interagir bem com os seus pacientes, como antes o fazia.

George (T.R. Knight) continua um interno, pois ainda não teve tempo para fazer o teste, devido a esta confusão toda que se passou no episódio. E Lexie (Chyler Leigh). Pobre da Lexie. Que está apaixonada por George e ele não percebe. Para ele, Lexie é capaz de ser a sua melhor amiga. Como gostar de alguém e não ser correspondido deve doer. Mas como Mark (Eric Dane) disse-lhe, a vida é demasiado curta e Lex deve dizer a George o que sente.

Callie (Sara Ramirez) e Hahn (Brooke Smith) (que está a tentar ser uma professora melhor) tentam evitar-se. Talvez por causa de um beijo que partilharam, diria eu. Mas no fim, tiveram uma cena engraçada em que falaram as duas. Sobre tudo o que aconteceu. Elas são completamente novas “nisto”. São “virgens”. Acho que será bastante engraçado como a relação delas irá evoluir.

Por agora não sabemos como vai a relação de Bailey (Chandra Wilson) com o seu marido e a relação de Richard (James Pickens Jr.) com Adele. Mas talvez esteja tudo a correr melhor. Bailey continua a Bailey de sempre, e continuando também a preocupar-se com os seus pacientes. E aquela cena de ela e do Alex em relação ao mudar as horas do relógio está excelente. No entanto, vemos um outro lado de Richard. Um lado mais zangado e frustrado. Ele está zangado com tudo e todos. Mas ele percebe que a culpa do hospital ter descido nos rankings é de ele e de todos. E ele toma uma decisão. Decide melhorar. O discurso dele no fim mostra-nos que todos eles vão ser melhores do que nunca.

Casos médicos

O caso médico talvez seja a parte mais negativa do episódio. Talvez tenha sido pouco interessante, quando podiam ter criado histórias mirabolantes relacionados com o tema. Eu percebi o que a escritora queria mostrar com este caso. Queria evidenciar o tema do episódio, como a amizade entre as amigas, como o perdão e como a esperança de que tudo iria correr bem, relacionando-se bem com as personagens neste episódio. Mas sinto falta daqueles casos médicos fora do vulgar, que são divertidos, interessantes e emocionantes. E nada aborrecidos. No entanto, houve uma parte que gostei. Umas das senhoras que esteve no acidente, ficou amnésica e lembrava-se de tudo até ao acidente de 30 em 30 segundos. A parte de gostei foi quando Izzie, criou para a senhora, o seu final feliz. Mesmo que tenha sido mentira, já que o seu marido morrera no outro acidente. Ao menos ela estive feliz, nem que seja por trinta segundos.

Músicas deste episódio:
“Black Tables” by Other Lives,
“Youthless” by Beck
“Wins” by Jade McNelis
“Jungle Drum” by Emiliana Torrini
“Mistaken Identity” by Steve Reynolds
“Skinny Love” by Bon Iver
“Never Bloom Again” by The Perishers
“And Then You” by Greg Laswell
“Crazy Ever After” by The Rescues
“White Horse” by Taylor Swift
“Another Door Closes” by Jont

Hoje, a banda sonora esteve simplesmente… fantástica. Grey’s tem uma excelente banda sonora, mas hoje… hoje ainda esteve melhor. Simplesmente fantástica. As músicas ajudaram a fazer o momento. Grey’s esteve sensacional, nesse aspecto.

escrito por: Shonda Rhimes

realizado por: Rob Corn

participação especial de Jeffrey Dean Morgan

participação de Kevin McKidd, Mariette Hartley, Bernadette Peters, Lauren Stamile, John Getz, Cliff De Young, Mark Saul, Amrapali Ambegaokar, Joy Osmanski, Molly Kidder e Kathy Baker

Texto de Paulo Rodrigues

Editado por Carlos Couceiro

Imagens: ABC

9 respostas a Anatomia de Grey V – Review – Dream a Little Dream of Me, Part 1 & 2

  1. Carolina diz:

    Eu sou uma grande fã da série e gostaria que me dissessem quando vou poder voltar a vê-la em canais portugueses (rtp2 ou foxlife).
    Agradeço resposta via e-mail.

  2. vitoscano diz:

    Ela está no ar na RTP2, está é mais atrasada, está quase no fim da 3 temporada.

  3. Carolina:

    A terceira temporada de Anatomia de Grey é exibida todas as Terças-Feiras às 22h40 na RTP 2, com reviews no Hotvnews pelo Paulo Rodrigues.

    A quarta temporada também está a ser exibida em Portugal, em exclusivo na FOX life. Podes ver os diferentes horários em http://www.tvcabo.pt

    Tens ainda a hipótese de ver de forma gratuita e legal a quinta temporada. Para tal basta clicares aqui – https://hotvnews.wordpress.com/2008/09/26/especial-%E2%80%93-anatomia-de-grey/#more-9483 e seguíres as instruções no final do post.

    Cumps

  4. Miguel diz:

    acerca da ultima parte, em que o chefe está a falar com o pessoal do hospital, fiquei com a impressao que alguem iria sair do hospital devido à descida do ranking.
    porque assim passa a ser uma desculpa para o major (amigo da cristina) entrar na serie.

  5. laurinda diz:

    ahahaha (miguel)

    adorei o ep. eu e as minhas amigas chorámos a ver a história das pacientes porque há 10 anos o meu jorge meteu-se num acidente de comboio na frança e foi igualzinho. sem tirar nem pôr! algo me diz que a shonda leu o meu blog…😉

    quanto à música, nao percebo ingles mas gostei. quando é que poem musica portuguesa lá? estou à esperaaaaaaaaaaa

    beijos da Lau. Simplesmente Lau.

  6. fatima romeiro diz:

    Adorei a participação de Jeffrey Dean Morgan, uma pena que a Shonda preferiu vê-lo morto (mais uma vez) em sua série. Poderia ter dado uma chance ao Denny de receber um novo coração, aliás acho que isso seria um bom estimulo aos pacientes e familiares que se encontram nas intermináveis filas de doação. Quanto a doce Izzie também merecia ser feliz ao lado de seu amado. Pena Shonda, pena mesmo que você também decidiu pela morte do seu personagem. Porque todos os escritores querem vê-lo morto? Fica aí o meu protesto o que é bom merece ter uma chance de vida até o fim da película. Beijos a todos e se tiverem o e-mail do Jeffrey para me fornecer eu agradeço de coração, adoro ele e gostaria muito de manter correspodência. Sou brasileira e amo muito todos vocês

  7. […] Um médico não muito tradicional nos seus métodos, que se bem se lembram, já nos foi apresentado há mais de um mês. Será com certeza um médico que vai dar muito que falar. E começou com um caso pouco vulgar, a […]

  8. eu gostaria de saber como posso ver a 3,4 e 5 temporadas

  9. Vicente diz:

    Bastou-me ver a foto da abertura da noticia para me mandarem com um spoiller… não se faz.😦

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: