Anatomia de Grey V – Review – These ties that bind

https://i1.wp.com/tvjab.com/wp-content/uploads/2007/10/greysanatomy.jpg

Episódio: These ties that bind (8/22)
Temporada: 5
Primeira transmissão nos EUA: 13 de Novembro de 2008

Após o excelente final da temporada passada, Shonda Rimes prometeu continuar com grandes mudanças para a season 5 da Anatomia de Grey mas, o que ninguém podia imaginar é que as fontes de inspiração da criadora da série passariam por uma espécie de cruzamento entre Ghost Whisperer e Supernatural. Para compreendermos melhor esta afirmação, nada como fazer uma pequena análise deste oitavo episódio de “Ghost´s Anatomy” perdão, Grey´s Anatomy:

CONTÉM SPOILERS

O episódio inicia-se conforme prevíamos, com Cristina (Sandra Oh) a comunicar a Meredith (Ellen Pompeo) que a Dra. Hahn (Brooke Smith) tinha saído do Seattle Grace Hospital (SGH) sem qualquer tipo de explicação. O seu nome apenas desapareceu de todos os quadros de cirurgia, confirmando assim aquilo que todos nós já sabíamos.

https://i2.wp.com/www.greysanatomyinsider.com/images/gallery/meredith-and-sadie-old-pals.jpg

A partir daqui, são-nos apresentadas algumas personagens novas. Uma delas é Sadie (participação especial de Melissa George, Alias – A Vingadora e 30 Dias de Escuridão) amiga de longa data da Meredith que se prepara para iniciar a sua residência no SGH. Apesar do seu pouco destaque, já deu para entender que Sadie não será apenas um meio para ficarmos a conhecermos um pouco melhor o passado da Dra. Grey. Ela promete igualmente causar alguma polémica nos próximos episódios devido à sua tendência para desafiar as regras que já pudemos verficar na sua curta interacção com os internos do SGH.

https://i0.wp.com/www.greysanatomyinsider.com/images/gallery/mcdonnell-mary.jpg

A Dra. Dixon (participação especial de Mary McDonnell, Battlestar Galactica) foi igualmente um novo nome introduzido na trama, no papel de uma cardiologista de renome mundial  que revela não só ter uma fixação por regras como igualmente,uma inadaptação para relações sociais. Mais tarde, ficamos a saber que tal comportamento não é mais do que um sintoma de Síndrome de Asperguer que afecta a cirurgiã, numa revelação que constituiu um dos melhores momentos deste episódio a deixar  Bailey (Chandra Wilson) literalmente sem fala. Apesar de esta doença ter sido bem exemplificada e, até ter rendido alguns bons momentos, penso que este será uma personagem e, um tema a desenvolver melhor nos próximos episódios.

https://i2.wp.com/www.greysanatomyinsider.com/images/gallery/teaming-up.jpg

Callie (Sara Ramirez) como era esperado esteve em destaque. Ao ver terminada a sua relação com Hahn, tenta a todo o custo agarrar-se à medicina para não ter que lidar com o assunto e, o seu descontrolo emocional quando vê o paciente pelo qual estava a lutar ferozmente falecer, rendeu o momento mais tocante deste episódio, com uma interpretação de encher o olho por parte da actriz.

https://i1.wp.com/www.greysanatomyinsider.com/images/gallery/lex.jpg

A little Grey (Chyler Leigh) continua a manter a tendência de subir na série a cada novo episódio. O perigoso jogo de experimentações e, aprendizagem dos internos começa a gerar algumas suspeitas devido ao comportamento estranho destes que começam a aparecer com lesões físicas,   o que leva a que Meredith,  finalmente,se comece a preocupar com a sua irmã mais nova. Numa tentativa de a proteger recorre a Derek (Patrick Dempsey)  para que este exija a  Sloan (Eric Dane) que mantenha o seu “little sloan” fora da “little grey” numa cena hilariante e, impagável.

Se Lexie continua a subir na série, o mesmo não se pode dizer do George (T. R. Knigh) que cada vez mais, está a perder destaque e, pelas minhas contas a sua contribuição neste episódio resumiu-se a uns poucos segundos.

https://i0.wp.com/www.greysanatomyinsider.com/images/gallery/how-romantic.jpg

Quanto ao Dr. Hunt (Kevin McKidd), que esta semana passou definitivamente a membro fixo do elenco, é outra personagem que continua a desenvolver-se muito bem e, finalmente vemos nesta série um personagem masculino a ter uma storyline verdadeiramente interessante,devido às seus traumas de guerra além de um potencial romance com a Dra. Yang. As cenas finais em que Hunt se descontrola e, acaba por beijar a residente, foram de tirar um  fôlego e, os dois actores voltaram a demonstrar que existe uma excelente química entre eles.

https://i1.wp.com/www.greysanatomyinsider.com/images/gallery/denny-duquette-photo.jpg

Por fim, entrando no tema mais delicado que envolve Izzie (Katherine Heigl) e Denny Duquete (participação especial de Jeffrey Dean Morgan ,P.S. – I Love You). É de opinião geral e, consensual que este personagem foi um dos melhores e, mais tocantes casos médicos de sempre na história da Anatomia de Grey e, é claramente notável a afeição que a equipa de criativos da série nutre pelo Denny mas, na minha opinião estas sucessivas aparições fantasmagóricas estão a estragar o bom rumo que esta 5ª temporada estava a seguir. Não conseguem emocionar, pelo contrário são apenas aborrecidas e, desnecessárias. Por isso, apenas posso desejar que os próximos episódios sejas capazes de nos proporcionar uma explicação razoável e, credível para estas alucinações da Izzie, já que ao que tudo indica,estão directamente relacionadas com a grande storyline que lhe estava prometida nesta temporada.

No que diz respeito aos casos médicos, o paciente com o coração assombrado, apenas serviu como paralelismo à situação da Izzie, já o “Human Pretzel” com o fémur empalado rendeu bons momentos, especialmente a sua morte que originou o descontrolo emocional da Callie.

https://i0.wp.com/www.greysanatomyinsider.com/images/gallery/lending-hands.jpg

Se nos conseguirmos abstrair das situações fantasmagóricas , o episódio rendeu bons momentos mas, infelizmente esteve longe do bom nível que já vimos nesta temporada e, os que se seguem serão cruciais para conseguirmos entender o rumo que Shonda Rimes e Cª. pretendem dar à série. Espero sinceramente, uma boa explicação para tudo aquilo que neste momento não consigo entender, até porque como diz o Alex (Justin Chambers) I´ve already had my quota of crazy for the year.

No próximo episódio:

escrito por Ana Gomes

editado por Carlos Couceiro

fotos: ABC

4 respostas a Anatomia de Grey V – Review – These ties that bind

  1. Tirando a história da Izzie, gostei do desenrolar do episódio, voltou aquela sensação do “já acabou?” que proporcionava dantes, não dei minimamente pelo tempo passar..

    Não sendo um episódio estonteante as entradas da Melissa George e da Mary McDonnell foram bastante boas, a Sadie a cortar-se como aconteceu foi HOT! (não tenho de longe nenhum fetiche com isso, quem viu a cena percebe do que estou a falar).

    Tenho pena que a Dra. Dixon não se tornar numa personagem do elenco porque não creio que seja viável a sua personagem estar lá todos os episódios. Uma grande interpretação duma grande actriz. Estará certamente nomeada ao Emmy de Melhor Actriz Convidada.

    Tendo os últimos episódios desenvolvido bem, ainda tenho a esperança de voltar à qualidade proporcionada nas 2 primeiras temporadas ou na recta final da 4ª temporada da qual está longe.

    E se aquela história da Izzie continua assim, ela devia morrer.

  2. Diogo Lourenço diz:

    Boas… excelente review Ana.

    Esta temporada ta a perder o intresse, Nos primeiros episodios e devido a descida no ranking do hospital o Dr. Webber dava a entender que tudo ia mudar, e afinal os internos a ter de realizar exprimentos neles proprios o que é enademissivel num hospital escola, axo eu…
    Quanto à iz, penso que a personagem pode estar a passar pelo o que o alex passou na 4º temporada com a Ava, e que desta ver ele lhe dará apoio a ela e ultrapassaram mais uma situação juntos para assim fincarem os dois com o passado de ambos resolvido…
    Do desaparecimento da Dr. Hahn posso tirar uma conclusão, os escritores querem que a Dr. Torres e o Dr. Sloan adimitam o amor que sentem e que a relação deles não é apenas de sexo, mas de amor…

    Ps: Desculpem os erros e o português

  3. Ana Gomes diz:

    Paulo: eu partilho dessa tua esperança e, até acho que a série estava a alcançar essa qualidade até começarem a aparecer as alucinações da Izzie…espero que a shonda rimes nos proporcione uma expllicação bem racional no próximo episódio!!

    Diogo: antes de mais obrigado! Para mim a temporada ainda não perdeu o interesse apesar de estes últimos acontecimentos terem baixado a qualidade dos primeiros episódios mas, os próximos capítulos são essenciais para entendermos de uma vez por todas o rumo que pretendem dar à série!!

  4. Paulo Rodrigues diz:

    Mais uma vez Ana… excelente review!

    Concordo com vocês em tudo… esta temporada estava a ser tão boa até esta storyline do Denny e da Izzie… I mean… o que é isto?! É bom que tenham uma boa explicação.

    Tirando essa parte, o episódio foi bom. Gostei bastante das novas personagens. A Dixon é demais e a Sadie… A Sadie foi, como o Paulo disse, HOT!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: