Taken – Busca Implacável, por Nuno Amaral (Autor Convidado)

https://i2.wp.com/images.teamsugar.com/files/upl0/1/13839/06_2008/taken.preview.jpg

Acção pura e dura: tiros, explosões, perseguições, murros, pontapés, mais uns pozinhos de tortura e sangue. Assim surge “Taken” que mereceu para português uma tradução a fazer lembrar os filmes de Schwarzenegger e Van Damme: “Busca Implacável“!

Leia a review do filme, sem spoilers, a seguir ao intervalo.

Mas não é só pelo título que esta película do pouco conceituado Pierre Morel (com District B13 a ser a sua melhor obra) nos transporta para o referido género de filme. Aliás, uma das coisas que se tem dito e escrito de “Busca Implacável” é precisamente que é o “Commando” dos nossos tempos, face à sua semelhança com o filme em que brilhou o agora Governador da Califórnia.

Desde logo, a história entre Taken e Commando são muito semelhante: os pais (ex-militares/polícias) vêem as suas filhas adolescentes serem raptadas pelos maus da fita e são eles próprios, num autêntico “one men show” que vão tratar dos raptores.

Liam Neeson (Bryan) é o protagonista de “Busca Implacável” e é ele com a sua presença e frieza que nos segura a um filme com premissas gastas e previsíveis, onde nos surge Maggie Grace (a loira agora morena Shannon de Perdidos) com um papel secundário e exageradamente infantil numa personagem (Kim) que é suposto ter 17 anos. A demasiada inocência de Kim acaba por ser o exemplo de um argumento com falhas e bastante básico, escrito por Luc Besson e Robert Mark Kamen, este último com Karate Kid (I, II e III) na sua filmografia.

Em muitas partes do filme, as coincidências são tão óbvias que acabam por retirar importância à inteligência e rapidez de raciocínio que Bryan demonstra ter noutras cenas e a forma como algumas informações primordiais para o argumento nos é “impingida” chega a ser ridícula. Repare-se na solução que os argumentistas encontraram para passar a ideia (essencial, no desenrolar do filme) que Kim é virgem!

Taken” cai ainda numa moda pós 11 de Setembro que nem sempre resulta: atribuir as honras da parte negra do filme a personagens da Europa, nomeadamente de Leste, pintando assim um cenário do que é o velho continente aos olhos dos Americanos. Os “Hostel’s” e “Bourne’s” são exemplos, sendo que pelo menos a saga protagonizada por Matt Damon está desculpada de praticamente tudo, pela qualidade reconhecida da mesma.

https://i2.wp.com/www.altfg.com/Stars/t/taken-liam-neeson.jpg

Desta feita, em Taken são os albaneses os visados, sendo um grupo deles responsáveis por rapto e tráfego de prostituição e droga. Tudo num cenário bem Europeu: Paris.

Ou seja, o velho espírito do “Herói Americano” está de volta (mesmo sendo Liam Neeson da Irlanda do Norte!) com um final sem sal, um pouco como todo um insosso filme que ainda assim, aqui e ali, nos presenteia com algumas sequências interessantes de acção, nomeadamente de luta, protagonizado por um talentoso Liam Neeson.

A ver, se gostar de acção (sem ser muito exigente) e não ligar ao argumento.

classificação:

//img48.imageshack.us/img48/9383/25estrelassr0.png” cannot be displayed, because it contains errors.

(2 estrelas e meia)

Ficha Técnica

título: Taken

realizado por Pierre Morel

escrito por Luc Besson e Robert Mark Kamen

com Liam Neeson, Maggie Grace, Xander Berkeley, Katie Cassidy, Leland Orser, Holly Valance, Jon Gries, Olivier Rabourdin, David Warshofsky e Famke Janssen

trailer:

(Clique para ver em alta definição)

escrito por Nuno Amaral (texto) e Carlos Couceiro (ficha técnica)

editado por Carlos Couceiro

4 respostas a Taken – Busca Implacável, por Nuno Amaral (Autor Convidado)

  1. Luiz diz:

    Um dos melhores filme que ja vi ultimamente!! Muito bom!! Assistam !!

  2. […] no RottenTomatoes, sendo que pode ler a crítica do nosso autor convidado, Nuno Amaral, clicando AQUI. Por sua vez, os filme Olhos de Lince, W. e Max Payne surgem na sétima, oitava e nona posição […]

  3. joaot diz:

    acabei de ver o filme e gostei..claro que nao é nenhuma obra de arte..mas o liam neeson é soberbo..

  4. márcio diz:

    acabei de ver o filme na tela quente ,esse cara é foda, até eu faria a mesma coisa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: