Anatomia de Grey III – Review – Time After Time

Episódio: Time After Time (20/25)
Temporada: 3
Canal: RTP 2
Primeira Transmissão em Portugal (RTP 2): 30 de Setembro de 2008
Primeira Transmissão nos E.U.A: 18 de Abril de 2007

“A patient’s history is as important as their symptoms. It’s what helps us decide if heartburn’s a heart attack, if a headache’s a tumor. Sometimes patients will try to rewrite their own history. They’ll claim they don’t smoke, or forget to mention certain drugs. Which, in surgery, can be the kiss of death. We can ignore it all we want, but eventually it always comes back to haunt us.”

Neste episódio, Colin Marlow (participação de Roger Rees; Os Homens do Presidente e O Terceiro Passo) finalmente abandona Seattle Grace. Apesar de falar disso mais adiante nesta review, é altura de dizer: ALELUIA!

Citação da semana:

“Hey, get your own fake mom!” by Meredith Grey

Susan (participação de Mare Winningham) tenta ser uma mãe para Mer (Ellen Pompeo) neste episódio. Decide apoiá-la. Tenta ajudá-la a recuperar da morte de Ellis. E não é nada fácil, pois Meredith não está habituada a ter alguém a preocupar-se tanto consigo. E claro, não aceita inicialmente a atenção de Susan, ficando até um pouco zangada com a mulher do pai. Mas Susan não permite que as duas se chateam e prontamente explica-lhe que apenas a quer apoiar e apesar de poder ter exagerado um pouco na atenção, apenas quer estar lá para ela. E já agora, que pare também de ser mal-educada! Mas Meredith pura e simplesmente não está habituada a ser assim tão acarinhada. Isto é tudo novo para si E ainda bem que depois começou a aceitar, porque Susan é uma personagem simples e por quem rapidamente sentimos uma forte empatia.

Derek (Patrick Dempsey), também tem alguns problemas. Como sabem, ele está a tentar ser o novo chefe de cirurgia, como mais uns quantos. Mas, para quem não sabe, ele veio em primeiro lugar para o hospital mais sexualmente activo dos Estados Unidos com a promessa de que viria a ser chefe de cirurgia. E é por isso que hoje ele fala com Richard (James Pickens Jr.) em relação a isso, já que a sua reunião não correu muito bem. Derek pede-lhe o seu voto para novo chefe quando isso fosse decidido. Mas não consegue. Richard não quer porque acha que ele não vai conseguir conciliar a vida profissional com a vida pessoal dele, assim como ele não conseguiu no passado. Foi diferente ver Derek com problemas mais profissionais, apesar de ser Mer que atrapalha o seu futuro e por causa disso, pedir conselhos a Bailey (Chandra Wilson). Veremos como a relação de Mer e Derek estará no próximo episódio…

Hoje, podemos finalmente ver a nova cara de Ava (participação de Elizabeth Reaser; A Jóia de Família). E digam lá que ela não está gira? Mas as boas notícias não acabam aqui. Os seus pais aparecem, pensando que aquela é a sua filha. Digo pensando, pois a mãe de Ava rapidamente sente que não é a sua filha. E por isso, vão-se embora, com Ava a pensar que Alex (Justin Chambers) é o culpado. Sinceramente, já estava à espera que isso fosse acontecer.

Cristina (Sandra Oh) decide provocar Colin. E foi tão divertido ver Cristina a ser meiga com Burke (Isaiah Washington) ou então a mostrar as suas unhas coloridas dizendo que está a testar cores para o grande dia. O maior problema foi Colin ter expulso Burke da cirurgia que ambos estavam a fazer, só porque ele estava a utilizar um procedimento inusitado. E para Burke se sentir melhor, Cristina, após a cirurgia, vai ter com ele e questiona-lhe sobre a cirurgia, mesmo sabendo já a resposta. Para quem viu a cena, acho que foi bastante bom ver esse lado de Cristina, um lado em que mostra que se preocupa com outras pessoas. Colin assiste a isso e vendo que a mulher que antes conhecia já não é a mesma, decide ir-se embora. A personagem foi posta na série só para dar um pequeno abanão na relação de Cristina e Burke, mas, felizmente, não foi bem sucedida. Em relação à sua saída, mais uma vez: ALELUIA!

Izzie (Katherine Heigl) passou por um mau bocado neste episódio. E foi impossível não ter tido compaixão por ela. Os pais adoptivos da sua filha vieram ter com ela revelando-lhe que a filha deles tem leucemia e que precisam da ajuda da Izzie para a curar. Izzie como é óbvio não conseguiu passar por isso tudo sozinha, tendo a ajuda inicial de Bailey. Depois de George (T.R. Knight) saber o que se estava a passar, foi apoiá-la. E a amizade que estes dois têm deve ser das maiores amizades já vistas na televisão. E é por isso que tenho uma certa pena de eles se terem envolvido em algo mais íntimo, ainda que considere a química entre os dois forte. George também tem alguns problemas com Callie (Sara Ramirez) ao mentir-lhe relativamente ao seu paradeiro, enquanto ela estava à sua espera.

“Some people believe that without history, our lives amount to nothing. At some point we all have to choose: do we fall back on what we know, or do we step forward to something new? It’s hard not to be haunted by our past. Our history is what shapes us… what guides us. Our history resurfaces time after time after time. So we have to remember sometimes the most important history is the history we’re making today.”

O momento que mais gostei foi talvez o que vocês deram menos importância. Foi a cena final (imagem mais a cima) onde vimos Richard e Addison (Kate Walsh) a dançar. Foi bastante agradável ver dois amigos a divertirem-se descontraidamente, como se não tivessem problemas. As partes onde Richard tentava “falar” com mulheres também foi bastante engraçada. Para quem não é fã e viu este episódio, deve ter pensado que estaria a ver uma novela, devido à grande carga emocional. Mas essas pessoas não conhecem a história destas personagens. Pelo que passaram e pelo que estão a passar. E é por isso que considero este “Time After Time” um bom episódio.

Esperamos que tenham gostado da review.

Até terça-feira, noite de Anatomia de Grey!

Músicas deste episódio
“The Story” by Brandi Carlile
“A Good Start” by Maria Taylor
“Clean Getaway” by Maria Taylor
“You Know I’m No Good” by Amy Winehouse
“Burning” by The Whitest Boy Alive
“Fontana Fontaine” by Lullaby Baxter

escrito por: Stacy McKee

realizado por: Chris Misiano

ainda com: Eric Dane

participação de Elizabeth Reaser. Dee Wallace, Brent Jennings, Suzanne Cryer, Marc Vann, Steven W. Bailey como Joe com Mare Winningham e Roger Rees

Nota do Director:

Por um erro de calendário de minha parte, esta review foi publicada com uma semana de atraso. Como tal, peço-vos desculpa pelo lapso, certamente será evitado no futuro.

Cumprimentos,
Carlos Couceiro

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: