Anatomia de Grey III – Review – Drowning on Dry Land 

Episódio: Drowning On Dry Land (16/25)
Temporada: 3
Canal: RTP 2
Primeira Transmissão em Portugal (RTP 2): 26 de Agosto de 2008
Primeira Transmissão nos E.U.A: 15 de Fevereiro de 2007

“Como eu disse, desaparecimentos acontecem… dor deixa de existir… sangue pára de circular e pessoas… pessoas desaparecem. Tenho ainda tanto por dizer, tanto mais, mas… eu desapareci.”

Meredith (Ellen Pompeo) com certeza que sabe nadar. Mas ela deixa-se ir. Mer deixa-se afogar. Estamos perante um episódio que, podendo não agradar a todos, mexe connosco. Sentimos qualquer coisa que não deveríamos sentir. Mer sente uma coisa que ninguém devia sentir. Ela sente-se desaparecida. E agora, fez jus às suas palavras. Podemos estar perante um dos episódios mais profundos da série, mesmo com as suas falhas.

Cristina (Sandra Oh) continua parte do episódio à procura de Grey. Aliás, até tem uma discussão com Burke (Isaiah Washington) acerca do casamento. Sinceramente, Yang estava um pouco chata no episódio, mas até compreendo-a pois Grey é a sua pessoa. A sua melhor amiga. Aquela a quem pedia ajuda para levar o corpo, caso matasse alguém, como ela diz.

Alex (Justin Chambers) continua, com muita dificuldade, encarregue de informar os familiares das pessoas que sofreram o acidente. Mas depois surpreendeu-me com a forma que ele conseguiu para dar as informações que esses familiares tanto queriam: tirando fotos. Tirando fotos às pessoas que estão a ser operadas. Mas mesmo assim não chega. E por isso, decide ir tirar fotografias às fatalidades. Jane Doe  (participação de Elizabeth Reaser) continua assim, desconhecida, ninguém ainda clamou por ela.

George (T.R. Knight)  vai ajudá-lo já que continua à procura do miúdo perdido. George diz à mãe que o encontrou para essa ser operada, mas como é óbvio, estava a mentir. Um pormenor que apreciei e revela algo da sua personagem foi o facto de não ter ficado “conformado”, se assim se pode dizer, com o facto de uma pessoa, morta, estar deitada virada para baixo. Pois isso, importa. George acaba por encontrar o rapaz; este estava a ser operado por Callie (Sara Ramirez).

Derek (Patrick Dempsey) anda à procura de Meredith e graças à criança (que depois é encontrada pela sua mãe) que andava com Mer, encontra-a e resgata-a. Resgata-a assim como no início do episódio anterior onde a tirou fora de água, enquanto estava na banheira. Leva-a assim para o hospital.

Izzie  (Katherine Heigl). A “rockstar” do episódio! Ela sim, brilhou! E de que maneira. Como tinha dito na review anterior, Izzie tem que ajudar um homem que está preso debaixo de um carro. Com a ajuda de Richard (James Pickens Jr.) e Mark (Eric Dane) , pelo telefone, indicam-na os passos que deve seguir. E isto tudo com uma broca! Izzie perfura a cabeça dele, no local, com uma broca! Isto sim, foi algo digno de se ver. Graças a isto, Stevens já não está de “castigo”.

Enquanto Grey está a ser tratada por Richard, Burke, Addison (Kate Walsh) e Bailey (Chandra Wilson), Cristina, Izzie, Alex e George encontram-se à espera de saber notícias. E Izzie, para “confortá-los”, diz algo que não conforta completamente o George:

Citação/Momento da semana:

Supondo que não sabemos do futuro de Izzie e George, diria que Izzie está demasiado preocupada com George. E sem razão.

O episódio acaba com Mer no outro lado da vida ao pé de Denny (participação especial de Jeffrey Dean Morgan) e Dylan (participação de Kyle Chandler). O final deste episódio deixa-me bastante reticente em relação ao próximo. Pois, sendo uma série de médicos (podem dizer que aqui o que conta é o drama, mas não deixa de ser uma série de médicos), isto de Mer ir para o “além” não me convence.

O episódio não foi perfeito, podia ter sido melhor, mas não deixou de ser um episódio razoável. E foi capaz de nos prender do inicio ao fim, mesmo sendo um pouco previsível… Pois tem estas personagens… estas personagens com quem nos identificamos e com quem nos preocupamos.

Até Terça-Feira, noite de Anatomia de Grey!

Músicas deste episódio:

“The Great Escape” – Patrick Watson
“A Bitter Song” – Butterfly Boucher
“Timeless” – Kate Havnevik
“Fidelity” – Regina Spektor

escrito por: Shonda Rhimes

realizado por: Rob Corn

participação especial de Kyle Chandler e Jeffrey Dean Morgan como Denny Duquette

participação de Elizabeth Reaser, Kali Rocha, Dean Norris, Kelly Wolf, Moe Irvin, Kate Anthony

Texto de Paulo Rodrigues e Carlos Couceiro

Editado por Carlos Couceiro

Imagens: ABC

Anúncios

6 Responses to Anatomia de Grey III – Review – Drowning on Dry Land 

  1. Anónimo diz:

    É completamente ridícula a parte em que a Izzie, no meio do seu discurso, quando todos estão tristes pela situação da Meredith, volte a dizer que o casamento do George com a Callie foi um erro. Não podia ser menos oportuno.
    A única parte menos boa do episódio.

  2. Janito diz:

    É completamente ridícula a parte em que a Izzie, no meio do seu discurso, quando todos estão tristes pela situação da Meredith, volte à carga, dizendo que o casamento do George com a Callie foi um erro. Não podia ser menos oportuno.
    A única parte menos boa do episódio. Boa review.

  3. Pipocas e Outras Tretas diz:

    Ah eu adorei o discurso dela! Foi dos melhores momentos da série, a meu ver! Pena ter falado da Callie, mas pronto, a intenção foi bastante nobre. Um pouco de optimismo – que lhe é tão característico – foi muito bem-vindo naquela situação.

  4. zim diz:

    Wow.. ja esta aqi a review! concordo em tudo.. excelente, e é so a 2a review”!!

  5. vitoscano diz:

    A review pode perfeitamente estar aqui deste episódio, tem quase 2 anos e em mitos países esta temporada já passou toda á muito e pode ser vista no Fox Life por isso é normal, mas concordo que só deva surgir aqui a quando da transmissão na RTP2, á muita gente como quem não têm cabo, clientes Meo e Cabovisão que não têm o canal.
    Gostei da review e gostei do episódio embora ache algumas coisas muito inverosimeis, a parte do discurso da Izzie acaba por ser engraçada. Detesto episódios em que se está quase a morrer e se fala com anjos ou pessoas já mortas como é caso já no fim deste(por essa razão nunca gostei do filme a Cidade dos Anjos, mas vi-o todo).

  6. […] Denny (participação especial de Jeffrey Dean Morgan) e Dylan (participação de Kyle Chandler) (como já tínhamos visto no fim do episódio anterior), como também Bonnie (participação de Monica Keena) (uma paciente importante na história de Mer […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: