Greve: Fim à vista?

Hoje é o dia da verdade.

O dia 10 de Fevereiro de 2008 pode significar uma grande mudança na actual situação dos guionistas norte-americanos. A Writers Guild of America (WGA) conseguiu um acordo com a Association of Motion Pictures and Television Producers (AMPTP) que será válido até Maio de 2011, e que já prevê os pagamentos que serão efectuados aos argumentistas graças à exibição dos produtos dos quais eles são, sem sombra de dúvida, os criadores absolutos. Às 14h da tarde em Nova Iorque (19h em Portugal) e às 19h em Los Angeles (3h da manhã) saber-se-à se o acordo foi ratificado ou… não.

Michael Winship e Patric Verrone (Futurama), presidentes das WGA das costas Este e Oeste (respectivamente), divulgaram um comunicado conjunto em que dizem que o acordo “protege um futuro em que a Internet será o principal meio de criação e divulgação de conteúdos” e que “estabelece o princípio ‘Eles são pagos, nós somos pagos'”.

Os argumentistas passam assim a receber também pelos conteúdos que são disponibilizados na Internet e os esperados aumentos nas produções para Cinema e TV.

Desde Outubro que os tempos foram conturbados em Los Angeles e Nova Iorque. As negociações para o novo contrato não correram bem, visto que as produtoras não queriam pagar a exibição dos produtos na Internet e queriam manter a actual taxa de pagamento em relação à venda dos DVDs ($0,04 por cada $20). Ou seja, isto significaria ainda mais lucro para senhores como Rupert Murdoch (dono da News Corp., grupo detentor da FOX), Jeff Zucker (CEO da NBC Universal) ou Robert Iger (CEO da Walt Disney, proprietária da ABC), que ganham mais de mil milhões de dólares cada um, apenas com o dinheiro que vem das transmissões de filmes/séries gratuitamente ou com os downloads legais desses mesmos produtos em sistemas como o iTunes ou a Amazon.

A greve fez-se sentir de imediato, parando logo as produções dos late-nights e mandando para casa Jay Leno, Conan O’ Brien, Jon Stewart e muitos outros. Entretanto as audiências dos canais foram baixando e as séries também iam tendo a sua produção suspensa. Havia aquelas que pararam imediatamente (“30 Rock”, “As Novas Aventuras de Christine”, “The Office” e mais), porque os actores não furaram os piquetes, e as outras, que foram parando à medida que não havia mais episódios escritos. A greve também suspendeu projectos como os spin-off’s de “Heroes” ou “Prison Break” e “arrasou” com a 7ª temporada de “24”, que viu a sua estreia adiada por tempo indeterminado. As cerimónias dos Globos de Ouro e dos People’s Choice Awards chegaram mesmo a ser canceladas e a WGA partiu para acordos individuais, dos quais se destacam os que salvaguardaram as produções da Lionsgate (como a série “Weeds – Erva”) e da Worldwide Pants (produtora de David Letterman).

Ao longo de mais de três meses, temeu-se que Hollywood parasse por completo. E a sombra ainda não deixou a zona, visto que o contrato da Screen Actors Guild termina nos próximos meses. Se a SAG e a AMPTP não chegarem a acordo, é esperada uma paralisação total e imediata da indústria cinematográfica e televisiva norte-americana. Mas por agora, todos (excepto os senhores das produtoras) já se podem contentar, porque a greve só provou que a luta vale a pena. E tal como diria Patric Verrone no início da greve e no final do comunicado, “We’re all in this together” (Estamos todos juntos nisto).

3 respostas a Greve: Fim à vista?

  1. Riky_On_The_Road diz:

    Parece que ganharam juizo!
    Já não era sem tempo!!

  2. Buffy_fan diz:

    It’s about fucking time lol…embora compreenda perfeitamente o lado dos guionistas..

  3. Pedro Jesus diz:

    Espero que consigam fazer um acordo hoje.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: