Páginas do ecrã (VI)

 

 

 

Todas as histórias têm dois lados.

 

Se o do Beowulf tem feito tanto sucesso por via do filme de Robert Zemeckis – e também do livro que lhe seguiu – então porque não tentar “ouvir” a versão de Grendel?

 

O mais antigo monstro da literatura inglesa tem aqui a possibilidade de mostrar toda a sua complexidade.

O retrato aproxima-o de uma humanidade que o torna empático para com o leitor. E, sobretudo, mostra-o como nunca antes havia sido visto.

 

 

(capa da edição nacional)

 

 

 

Este livro acabou por ser a porta que tornou John Gardner reconhecido como um autor de profunda sensibilidade e riqueza.

Afinal de contas, o livro não se coíbe de abordar reflexões filosóficas sobre o poder da Arte, a diferenciação entre o humano e o animal e a definição de Moralidade.

Tudo isto através da poética história de um monstro.

 

 

(capa da primeira edição)

 

A edição nacional da Saída de Emergência está enriquecida por uma introdução e ilustrações de David Soares, um multi-premiado bedéfilo e escritor ligado ao Fantástico.

Podem ler algumas páginas e ver uma das várias ilustrações presentes no livro seguindo este link.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: