Review: Prison Break II- Sona (22/22)

  • Episódio: Sona (22/22)
  • Temporada: 2ª Temporada
  • Canal: RTP1
  • Primeira transmissão em Portugal: 10 de Junho de 2007
  • Primeira transmissão nos EUA: 2 de Abril de 2007

Nos EUA, um episódio de uma série dramática deste tipo tem cerca de 43 minutos de duração (fora intervalos). Até ao minuto 30 (à volta disso) estavamos perante um excelente episódio, que dava aos fãs aquilo que mais desejavam: a resolução da conspiração em redor dos dois irmãos, embora sem grandes aprofundamentos. No entanto, os restantes cerca de 13 minutos foram tão decepcionantes que acabaram por estragar o episódio e arriscam a levar a série por caminhos menos bons: Prison Break podia muito bem acabar neste episódio. A história principal da série estava resolvida e os dois protagonistas e Sara podiam, finalmente, ser felizes. Porém, nos últimos minutos, a produção resolveu criar um dos twists mais patéticos da série, de maneira a esticarem o programa por mais um ano.

Tal como havia referido na review do episódio passado, a personagem de William Fichtner está totalmente descaracterizada: nunca sabemos quais as verdadeiras motivações de Mahone, que parecem mudar de episódio para episódio. As suas atitudes neste episódio fazem lembrar as dos típicos vilões de telenovelas que, no último episódio, sequestram sempre uma das personagens principais, fazendo chantagem com outra.

Para conseguir regressar ao conforto do lar o mais depressa possível, Mahone tenta matar dois coelhos de uma só cajadada: prender Michael (Wentworth Miller) e Lincoln (Dominic Purcell) e matar Kim (participação de Reggie Lee), acusando os dois primeiros. No entanto, tudo corre mal. Michael (que havia ido em auxílio do irmão) e Lincoln conseguem fugir no meio do tiroteio instalado entre Alex e Kim e os seus homens. Depois disso, também o agente federal consegue escapar, mas a história sofre uma nova reviravolta: graças a uma armadilha preparada por Michael, Mahone é interceptado pela polícia local, que encontra, no barco de Michael, que agora se encontra na posse de Alex, um pacote com droga. Resultado: Mahone é preso! Depois de tudo o que aconteceu, as cenas em que Alex se despede da mulher (participação de Callie Thorne) e lhe diz que as tais férias programadas por ambos não podem acontecer são bastante emotivas. Mais uma vez, Fichtner esteve à altura do que lhe foi pedido, apesar das incongruências no argumento.

Enquanto isso, deparamo-nos com uma cena bastante engraçada: T-Bag (Robert Knepper) é levado para a mesma esquadra onde Bellick (Wade Williams) está detido. As cenas entre os dois são, como não podia deixar de ser, das mais divertidas do episódio. Nota-se, tal como sempre se notou, que Knepper e Williams gostam bastante de trabalhar juntos; a sua química em cena é fantástica, e a sua troca de olhares só torna o ódio existente entre Theodore Bagwell e Brad Bellick ainda maior.

No entanto, a certa altura, Bellick fica radiante quando um guarda lhe abre os portões da cela. O ex-guarda prisional acredita que finalmente se fez justiça, que vai ser libertado e que T-Bag vai ser acusado de ter morto a prostituta no episódio passado. As coisas não são bem assim: ao que parece, Bellick está a ser transferido para um outro estabelecimento prisional, sob o olhar de deleite de T-Bag. Buena suerte, Brad!

Consequentemente, temos a notícia de que Sucre (Amaury Nolasco) se encontra hospitalizado, depois do ferimento proporcionado por T-Bag no episódio anterior; no entanto, o caso do latino é bastante grave. Apesar disso, e contra todas as indicações dos médicos, o ex-companheiro de cela de Michael abandona a instituição de saúde e deambula pelas ruas do Panamá, à procura de Bellick, para tentar descobrir o paradeiro da sua amada Maricruz. E Sucre acaba por ser bem sucedido, havendo apenas um único problema: Brad está a ser transferido nesse preciso momento, gritando a Sucre que só lhe dirá onde escondeu Maricruz se o tirar da prisão. Completamente arrasado, e com todas as suas esperanças a desvanecerem-se diante dos seus olhos, Sucre tomba no meio da rua, chorando pela sua Maricruz. Nas últimas imagens que temos da personagem nesta temporada, vêmo-la deitada no chão, quase moribunda, lembrando-se da sua amada… Tudo isto serve para alimentar as teorias dos fãs da série desde a exibição do episódio nos EUA: estará Sucre vivo ou morto? Destaque também para Nolasco, que esteve à altura das cenas que lhe foram dadas.

Ainda no Panamá, temos a confirmação de que T-Bag se tinha aliado às pessoas que queriam derrubar Michael e Lincoln. O pedófilo acreditava mesmo que seriam esses seus conhecimentos que o iriam pôr em liberdade, mas enganou-se. O nosso Teddy cometeu um grave erro: deixou-se apanhar.

Enquanto isso, nos EUA, o julgamento de Sara (Sarah Wayne Callies) prosseguia, agora num bom rumo. Kellerman (Paul Adelstein) tinha aparecido no final do episódio para ajudar a médica, e, consequentemente, Scofield e Burrows, de maneira a limpar a sua alma de todos os pecados que cometeu no passado. E parece que a acção de Kellerman foi bem interpretada: o ex-agente secreto apresentou provas irrefutáveis que inocentavam a médica e os dois irmãos, explicando ainda toda a conspiração em redor de Lincoln Burrows, inclusive que a ex-Presidente Caroline Reynolds era uma das figuras por detrás de toda esta história. O público acaba por absolver Sara e toma a decisão há muito esperada pelos fãs: Lincoln é considerado inocente! Em contra-partida, e por ter sido um cúmplice, Kellerman é condenado. Estas cenas de esclarecimento resultaram muito bem; só pecaram, exactamente, por não terem sido muito esclarecedoras. Os argumentistas deveriam ter aprofundado muito mais estas cenas. Afinal de contas, foi a resolução de toda a trama principal!

Contudo, e depois disto, e tal como o próprio admitiu, o destino de Kellerman não é muito duradouro. Na viagem para a prisão onde iria passar os próximos anos, a carrinha presidiária onde Paul Kellerman se encontrava é surpreendida por alguns membros d’A Companhia, que não hesitam em assassiná-lo. É verdade: Paul Kellerman está morto! Ou, pelo menos, é isso que dá a entender. Como não vemos, directamente, Kellerman a ser baleado, existem teorias de que o ex-agente pode ainda estar vivo. Mas o facto de Paul Adelstein (que, mais uma vez, esteve brilhante) já estar a integrar o elenco da série Private Practice (nova série derivada de Anatomia de Grey) pode deitar essas teorias por terra.

E pronto! Chegamos ao minuto 30. Foi aqui que o episódio começou a descambar.

Depois de se terem visto livres de Mahone, Michael e Lincoln dirigem-se com o dinheiro de Westmoreland para o novo barco que arranjaram. E quem encontram lá? Sara! Vai ser a médica que dará as boas novas aos irmãos, inclusive de que o caso de Michael está a ser revisto e que poderá receber o perdão pelos seus crimes. Tirando o facto de que em pouco mais de 30 minutos Sara conseguiu viajar dos EUA para o Panamá e encontrar o novo barco de Scofield, tudo estava bem quando acabava bem. Ou, pelo menos, foi isso que eu pensei. Somos imediatamente surpreendidos pelo regresso de Kim, pronto a exterminar Michael e Lincoln de uma vez por todas. Mas quem é que acaba por morrer? Kim. E quem o mata? Sara!

Quase que instantaneamente, a polícia aparece no local, e os três heróis são obrigados a fugir: Lincoln numa direcção e Michael e Sara noutra. Provando todo o amor que sente pela médica, o jovem génio acaba por assumir as culpas pelo assassinato de Kim, acabando por ser preso, perante uma Sara desesperada e destroçada.

Depois disso, encontramos Lincoln numa esquadra a tentar receber informações sobre Michael e Sara, avistando a médica a sair do local. No entanto, o ex-condenado rapidamente perde o rasto de Sara, que, aparentemente, estava a ser seguida…

Enquanto isso, somos confrontados com um novo twist, que é verdadeiramente surpreendente. O título do episódio é justificado, deixando tudo em aberto para uma terceira série. Michael e Mahone encontram-se à porta de um estabelecimento prisional. Qual o nome dessa prisão? Sona! E, se bem se lembram, esta era uma pasta que o misterioso homem (participação de Leon Rossum) que falava com Kim estava a consultar. Aliás, esse mesmo homem volta a aparecer nos minutos finais, deixando tudo e todos chocados. Vestido com uma bata branca, acompanhado de um outro homem, numa base militar onde se realizam experiências, o misterioso homem, que aparenta ser um general, e o outro que o acompanha têm um diálogo bastante interessante.

  • Homem Mais Novo:
  • “O Michael Scofield de novo preso. Sejamos honestos: nunca pensei voltasse a ver isso. Você sabe que ele vai fugir. Está-lhe no sangue.”
  • Homem Misterioso:
  • “É exactamente isso que nós queremos que ele faça…”

Mas o que quererá isto dizer?

Na última cena da temporada, Michael entra na nova prisão, deparando-se com um local imundo e obscuro (um pouco como a segunda temporada?…), onde acaba por encontrar Bellick, deitado no chão, que parece ter sido brutalmente espancado. Os últimos segundos também foram muito bem pensados pelos produtores: o momento em que Michael atravessa a porta (para o suposto pátio da prisão), sem que nos seja revelado o que está após essa mesma porta, simboliza, exactamente, aquilo que nós sentimos: o que vai acontecer a seguir? Nós não temos a mais perfeita ideia do que Michael vai encontrar quando transpôr aquela porta; nós não temos a mais perfeita ideia do que vamos encontrar na próxima temporada.

E assim termina mais uma temporada de Prison Break, claramente inferior à temporada de estreia. Mas o que falhou neste segundo ano? Eu tinha previsto responder a esta pergunta nesta mesma review, mas isso só tornaria o artigo muito mais extenso e fatigante. Por isso mesmo, fica aqui a promessa: dentro em breve publicarei um post com as minhas impressões gerais desta 2ª temporada de Prison Break (mesmo correndo o risco de ser linchado em praça pública…). Por isso, fiquem atentos. Até à próxima!

Anúncios

27 Responses to Review: Prison Break II- Sona (22/22)

  1. Riky_On_The_Road diz:

    Concordo que é um pouco inferior á primeira,porque um dos defeitos desta 2ª serie é que o texto não é muito aprofundado e esclarecedor.Axo que ha pouco dialogo e envolvimento entre as personagens.É tudo muito rapido.
    Mas não concordo que os ultimos 13 minutos tenham sido uma vergonha.Temos de ter a consciencia que esta serie é diferente de series como 24,ou Dr House, ou Ossos entre outras.Series em que cada temporada corresponde a um conjunto de episodios com uma so historia ou varias historias e que terminam no final de cada temporada.Enquanto series como esta e LOST,são series em que ha uma sequencia e continuidade da historia inicial.E os ultimos 13 minutos quiseram mostrar o caminho que a historia iria prosseguir.Não vejo onde esteja o horror dos ultimos minutos.
    Para mim,continua a ser uma excelente serie e que vou continuar a ver, sem duvida…

  2. Vicente diz:

    Eu achei o final excelente… os twists que tanto condenas foram essenciais para abrir uma nova fase e não são de maneira nenhuma descontextualizados… alias já estavam de alguma forma previstos nos episodiso antereores… se fosse um final feliz seria sinal que a serie acabava, e nós sabemos que tem de haver alguma forma de a continuar.

    Estamos perante uma nova fase em que a companhia assume agora uma nova faceta… a liberdade do Lincoln tinha de ser precedida de uma inversão de papeis… agora o michael está preso o lincoln em liberdade.

    Um grupo completamente improvavel está agora todo no mesmo saco… só não vimos lá o Tbag, mas é certo que vai para lá também… michael. tbag, mahone e bellick… não podiam ter escolhiso melhor quadro para a proxima temporada. Promete.

    A série regressa assim ás origens é só isso que se esperava depois de uma temporada que se assumiu um pouco desnorteada com voltas e reviravoltas que por vezes deixavam de fazer sentido, sobretudo o liberta não liberta do Lincoln… não foi melhor que a primeira, mas também ninguém esperava que fosse, acho eu.

    Acredito numa proxima temporada de grande nivel e a voltar de uma forma fenomenal ás origens e agora sem plano. Mas com objectivos obscuros muito para além de uma intriga presidencial.

  3. Nem tinha reparado que era o Bellick que estava no cheio espancado.

  4. ruizinhoandre diz:

    agora é só esperar pelo dia 29 de Agosto para saber o que acontece

  5. nirky diz:

    Era mesmo o Bellick que estava no chão espancado? Por momentos, pareceu-me ele, mas depois achei um pouco off-char da parte do Michael olhar e continuar em frente, como se nada fosse. Bem, só tinham mais um minuto de fita e tinham de o fazer chegar à luz branca… *rollseyes*

  6. Optimus Prime diz:

    Lincon faz uma tatuagem e prepara a fuga do Michael,inverendo os papeis da 1a temporada.loloo
    Outra coisa o que a companhia quer dessa prisão sera algum prisioneiro em especial?????????????

  7. SkySkull diz:

    Uma pergunta: vocês (quem escreve as reviews) seguem as séries pelo estrangeiro ou “por cá”?

  8. Riky_On_The_Road diz:

    Ficaram ainda muitas nuvens por dissipar e muita coisa por esclarecer na 2ª temporada em relação á Companhia.O que é afinal a Companhia,quem são? O que fazem e o que vao fazer? E consequente aniquilação e desmantelamento da organização. Depois de tudo isto, obviamente que teria de haver uma nova temporada de P.B. e pelo que se viu no final,parece que vem aí,uma grande serie.Regressando aos moldes da 1ª temporada,mas numa perspectiva e num ambiente completamente diferente.
    Preve-se que será mais condimentada,sinistra, rude e sombria,e sobretudo mais envolvente e imprevisivel.Se os criadores da serie tiverem tino e inteligencia,tem aqui muita matéria para fazerem uma grande temporada.
    CÁ ESTAREI PARA VER…sem falta!!!

  9. Pedro Miguel diz:

    Vou divagar 🙂 : scofield vai-se juntar ao mahone e vao fujir os dois da prisao!!!

    n percebo qual é a historia de Sona e desse general, acho q ninguem entendeu, mas tb n era pra entender, pelo menos pra já…

    Gostei de ver o bellick todo esmurrado na prisao (triste fim), mas merecido…

    De uma maneira geral gostei da 2a serie, mas a 1a é sempre a melhor 🙂

    Espero q a 3a traga a msm emoçao e a imprevisibilidade das outras duas… E q venha rápido 🙂

  10. Bem, o que eu achei que falatava à segunda temporada era o espírito de prisäo.
    E eis que vai voltar na terceira.

    Mas se posso concordar que houve um pouco de atabalhoamento na forma como o twist foi surgir, a verdade é que o que fica prometido (e que o espectador pode ir imaginando sobre a intriga global, bem como sobre a nova intriga prisional) é excelente!

  11. Pedro Costa diz:

    a 3a epoca promete.
    embora o final desta tenha sido um pouco forcado, agora para a nova season vamos ter as 4 personagens que nao se podem ver a frente unidas para fugirem todas…

    entretanto de fora vao ter a ajuda do Lincoln e de uma nova personagem feminina…

    nao acho que o episodio tenha sido mau.. pelo contrario.. ja vi o episodio ha uns tempos, e so tenho pena que falte tanto tempo para 29 de agosto 😛

  12. Catarina diz:

    Adoro esta série é mesmo muito boa.
    Gostei muita da primeira temporada e da segunda tirando a parte do Michael ir para a prisão, mas também ou ia ele ou a Sara. É como eu digo quando tá tudo bem tem que vir alguem para estragar tudo.
    E aquele parvo do T-Bag ainda não foi deste que morreu, não gosto nada dele.

  13. […] A review do episódio final da segunda temporada de Prison Break terminou com uma pergunta: o que falhou neste segundo ano? Como ficou prometido, vou tentar responder a esta pergunta, revelando as minhas impressões sobre a segunda série de Prison Break, e aquilo que eu espero do terceiro ano do programa. […]

  14. Anónimo diz:

    não concordo mutio com o que todos pensaram
    a serie é claramente muito boa!

  15. DTJ9 diz:

    Percebe-se que Michael faz parte de uma experiência, ou seja, quando ele era pequeno, injetaram ou mudaram algumas células nele para que conseguisse fugir de qualquer lugar, e o chefe do Kim é o responsável pela pesquisa. Escolheram a prisão de SONA por ser uma das mais difíceis de fugir. Lembram-se quando Michael reencontra seu pai? Ele é pequeno e está num quarto trancado e escuro, mas acha alguns objetos que permitem que ele abra a porta! Ou seja, desde pequeno ele possuía a capacidade de fugir de qualquer lugar.

  16. Carl diz:

    Discordo totalmente do comentário…

    está é apenas a sua opinião com relação a série, percebe-se logo que com certeza a série Lost é uma série que vc odeia, pois nos episódios finais da 2 temp de prison break ficou uma impressão conforme vc disse, o que espera por michael afinall.?? outra dúvida, percebe-se que existe uma conspiração enorme por detrás de td isso, esse obscurismo não ocorreu na 1 º temporada, mas na 2º temporada o ocultismo dos fatos e a dúvida correram soltas….. igualzinho acontece em Lost…

    mas não significa que sejá ruim, é apenas uma visão diferente da série, o ambiente é outro, é totalmente outro, os fugitivos vão de um lugar p/ o outro, os cenários são muitos, seria impossível manter esse formato de vários cenarios e a mesmo dialogo e forma de construção da série como na 1º temporada, a série acabaria caindo num grande lenga lenga igual aconteceu com lost na 3º temporada (não que isso sejá ruim, só acho que lost podia ser mais espetacular do que é, mas ainda é sucesso de audiencia)….tudo a seu tempo… a série tá perfeita, não dá p/ dizer qual temporada está melhor, ambas tem suas qualidades, a 1º temporada é extremamente centrada e bem feita, perfeita, td a seu tempo, em nenhum momento sentimos que a série estava enrolando..
    já a 2º temporada, não foi tão centrada, entretanto nos prendeu mais a telinha, chamou mais atenção e deixava sempre aquela sensação de: “o que vai acontecer.”…

    A série foi feita p/ ter apenas 1 temporada nos primeiros capitulos, na metade da série, uma 2º temporada já estava em projeto, e todos sabiam como seria a 2º temporada, tinha que ser fora da prisão, não poderia ter outro formato…todos sabiam no final da 1º temporada que a 2º temporada seria uma fuga, uma fuga totalmente planejada alias..

    acho que a frustração das pessoas é por isso não saber exatamente o que vai ocorrer na proxima temporada, dai é usar a imaginação, já da p/ ter muitas idéias claro….p/ mim já no 1º capitulo td vai ser esclarecido e já dá p/ ter idéias de como será o resto da temporada..

    bem bolado, a unica coisa que faz sentido no comentario é o fato de que o ultimo capitulo foi pouco explorado e fatos importantes foram pouco citados, o capitulo sona na minha opinião deveria ter sido dividido em 2,

    Bem agora michael vai fazer uma fuga, uma fuga não planejada,.. e ai como fica..??

    bom a história da próxima temporada, sem dúvida foi bem bolada.

    Não fiquem frustrados gente..!!

    é isso ai, verdade, a primeira temporada, foi melhor nos detalhes, mas sem dúvida a 2º temporada foi mais emocionante..

  17. Carl diz:

    o pessoal tava querendo o que po..??

    que a série continuasse em fox river na 2º temporada, talvez assim seria possível manter o mesmo formato da 1º temporada….. mas acho que se isso acontecesse, seria péssimo p/ a série

  18. Maria João Tavares diz:

    Comecei a ver há pouco tempo esta série e ……. fiquei rendida. Todos os actores têm um papel fundamental para este triller, enfim não consigo passar um dia sem ver Prison Break. Adoro o Michael ele é lindo tem uma presença, voz tudo incrivelmente bem definido!!!!! Vou continuar a ver e espero que a 3ª temporada seja a última para poder ver finalmente em paz com sarah. ADOREI AMEI

  19. Mário diz:

    Po mas é logico que o episódio tinha que acabar assim!

    Qual seria a graça se acabasse tudo bem??

    Todo seriado é assim!

  20. eduardo diz:

    com certeza o michael vai conseguir sair e tira o cara que le tem que libertar espero que tenha um final muito bom mesmo não vou deixar de assistir um abraço a todos de prison bleak

  21. Não concordo q esta temporada foi inferior a primeira! Foi tão boa e letrezante quanto a passada! E concordo, agora é esperar!

    =)

  22. […] (T6 – Ep. 12) 21:30 Prison Break (T2 – Ep. 22) (Final de Temporada) (review de Daniel Carronha aqui) 22:18 A Lei do Mais Forte (T1 – Ep. 21) 23:05 House (T3 – Ep. 10) (review de Constança Lobo […]

  23. raquel diz:

    eu adr ver prison break e a melhor serie de agora.
    gostaria que o michael tivesse 1 final felis j que a sara morreu podia encontrar outra pessoa.beijox para tds principalmente ao L.J.

  24. RICZ diz:

    “Prison Break podia muito bem acabar neste episódio. A história principal da série estava resolvida e os dois protagonistas e Sara podiam, finalmente, ser felizes. Porém, nos últimos minutos, a produção resolveu criar um dos twists mais patéticos da série, de maneira a esticarem o programa por mais um ano.”

    Tás a gozar, não tás?!?! Só pode!
    Deves ser o único idiota que nao quer que a série continue!
    QUANTO MAIS PRISON BREAK, MELHOR!

  25. Thiago - Brasil diz:

    Era Bellick no chão?
    Não havia percebido.

    Qto a impressão de Sucre ter morrido, eu não tive, pois ele caiu meio a muita gente e penso que ele voltou ao hospital. Morrer seria tosco. Mto sem sntido, uam vez que a historia dele com a sua chica ainda não terminou.

    Já Michael, esta num presidio completamente diferente ao que estava em seu pais, visto a diferença em 1º e 3º mundo. Sobreviver ali será complicado. É melhor ele fugir o qto antes. MAs de uma coisa eu sei. Sua fuga será junto a Mahone e qma sabé Bellick.
    Cm Mahone já ta na M**** e Bellick idem (e pq n Scolfield?), acredito que eles devam se unir para sair dali. Temos que concordar que neste caso são 2 mentes brilhantes mais um troglodita desconfiado e esperto (Bellick)

    Não estou animado p ver a 3 temporada. To com ela aqui, mas não irei ve-la agora, pois está começando Lost novamente e vou continuar acompanhando junto aos EUA.

    BEm, é isso.

    Vamos ver o que a season 3 nos revelará.

    abc a tds e parabens pelo post.

  26. Eu José Rodrigues, particularmente, achei a séria P.B. excelente. Muito bem bolada. Parabenizo a toda a produção e aos atores pela brilhante atuação!

  27. Arnaldo Junior diz:

    parabens prison break é a melhor serie que ja tevi vao ter que sua muito a camisa pra fazer uma temporada igual a do prison break prabens a tdoas e um dia quem sabe eu posso ver michael scofild de pertu valeu michael rregaçoooo ………

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: